Cirurgia íntima: ácido hialurônico e lipoaspiração estão entre os tratamentos

Labioplastia é a mais comum entre as mulheres

Procedimentos íntimos podem ser feitos em hospital dia

A cirurgia plástica íntima ainda não deixou de ser um tabu, porém, já é um assunto mais frequente que vem despertando o interesse das mulheres, que buscam na Medicina os procedimentos para se sentirem confortáveis, seguras e mais atraentes.

O Dr. Fernando Amato, cirurgião plástico e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), explica abaixo as cirurgias plásticas íntimas mais procuradas pelo público feminino.

Ninfoplastia ou labioplastia: É a cirurgia plástica mais comum entre as realizadas na região genital feminina. Ela é indicada para reduzir os pequenos lábios, localizados na vagina. A maior parte dos casos tem etiologia congênita, porém, pode se desenvolver com o envelhecimento, após o uso de hormônios ou quadros de inflamação cutânea crônica. A adolescência se caracteriza por grande variação hormonal, ocorrendo rápido crescimento das mamas e órgãos genitais, com variação de tamanho, formato e aparência.

 A cirurgia plástica é indicada não apenas pela estética, mas porque também pode melhorar a higiene local, além de reparar o dano psicológico associado à baixa autoestima.

“O procedimento cirúrgico pode ser realizado com anestesia local e sedação, com duração de cerca de uma hora. Pode ser feito em hospital dia pois a paciente recebe alta na mesma data da operação”, explica Dr. Amato.

Preenchimento dos lábios maiores: Com a idade, a pele perde volume e elasticidade e isso também acontece com a região vaginal, o que causa incômodo e até insegurança na hora da relação sexual. “Assim como no rosto, o ácido hialurônico oferece uma reparação temporária, precisando ser reaplicado periodicamente. Para mulheres que buscam uma solução mais duradoura, o enxerto de gordura pode ser uma opção. A gordura, retirada do próprio corpo, oferece baixo risco de rejeição”, conta Dr. Fernando.

Lipoaspiração do monte de vênus: Sabe aquela gordurinha localizada na região dos pelos pubianos? Ela é razão de incômodo para muitas mulheres, já que fica bem destacada quando se usa calça. Para este caso, a lipoaspiração pode ser indicada e o procedimento é rápido, de baixo risco e a paciente recebe alta no mesmo dia.

Redução do clitóris: Com o uso indiscriminado de hormônios masculinos pelas mulheres, tendo como efeito colateral o aumento clitoriano, a procura por esse procedimento cresceu nos últimos anos. “É uma cirurgia delicada, com risco maior de alteração da sensibilidade”, detalha o cirurgião plástico.

Clareamento íntimo: Indicado para a região vaginal e perianal, o clareamento pode ser feito por uso de cremes diários, peeling ou laser.

Rejuvenescimento Íntimo – Pode ser indicado para as mulheres que apresentam incontinência urinária leve, atrofia vaginal por climatério ou por tratamento oncológico. O procedimento também é indicado para melhorar a lubrificação e a sensibilidade local.

“Muitas vezes, o atendimento é multidisciplinar, com a participação do ginecologista, o cirurgião plástico e o dermatologista, sendo esse último atuando mais em técnicas de cosmiatria de clareamento minimamente invasivos. O ginecologista cuidará de algumas alterações funcionais, como a perda de urina e prolapso vaginal. O cirurgião plástico cuida da área de lipoaspiração e ressecção de tecidos”, explica Dr. Amato.

A boa notícia é que a labioplastia é um procedimento que está na lista de cobertura obrigatória pelos planos de saúde. E todos os procedimentos acima citados podem ser feitos ambulatorialmente ou em hospital dia, ou seja, a paciente recebe alta no mesmo dia em que é realizado o procedimento.