Será que existe relação entre doenças psiquiátricas e alterações na função da tireoide?

É importante avaliar as alterações do organismo

“Existe sim. Não é muito raro vermos alguns pacientes que apresentam doenças na tireoide como hipotireoidismo e hipertireoidismo começar essa investigação no psiquiatra”, alerta a Dra. Carolina Ferraz, endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo (SBEM-SP).

O hipotireoidismo pode causar alguns sintomas como depressão, portanto alguns pacientes com essa sensação de tristeza, de alteração do apetite, de leve ganho de peso podem acreditar que estejam passando por um quadro depressivo e procurar um psiquiatra.

No caso do hipertireoidismo acaba acontecendo o contrário: o paciente tem o metabolismo acelerado, portanto pode ficar muito agitado e, em decorrência disso, acaba pensando que está com quadro de ansiedade.

“É bem importante o psiquiatra ficar atento se o paciente apresenta alguma alteração do corpo, como alteração de peso, alteração de ritmo de intestino, batimento cardíaco…porque precisamos fechar o diagnóstico de doenças tireoidianas e o tratamento para essas doenças psiquiátricas vão ser o tratamento da tireoide”, alerta a endocrinologista.

Ao tratar a tireoide desses pacientes os sintomas tanto de depressão como de ansiedade tendem a desaparecer, portanto fica o alerta sobre essa relação das doenças tireoidianas com as doenças psiquiátricas.