Símbolos das etiquetas de roupa: Veja o que as principais imagens representam no processo de limpeza

Para manter a conservação das peças, é necessário ficar atento às indicações do fabricante

As etiquetas das roupas levam muito mais informações do que apenas o tamanho e a marca. Nelas constam símbolos que ajudam na conservação da peça e que, muitas vezes, são ignorados pelo consumidor. Muitos ainda têm o hábito de tirar o adereço dos itens de vestuário logo após a compra. Mas perguntas como: posso lavar na máquina ou posso usar o ferro de passar são frequentes em nossa rotina, por isso é importante conhecer o que cada desenho da etiqueta representa. Para entender melhor esta questão, a especialista em cuidados têxteis da 5àsec, Marinês Cassiano, desvenda o que os principais símbolos indicam para manter a conservação das peças durante o processo de limpeza.

Este símbolo representa a temperatura máxima em que a roupa pode ser lavada. Observe sempre o número indicado dentro da imagem, pois a temperatura pode variar de 30ºC a 95ºC. Na imagem ao lado, por exemplo, a temperatura máxima deve ser de 30°C. Além disso, o símbolo representa ação mecânica e centrifugação reduzidas e enxágue normal.

É preciso ficar atento quanto a esta imagem. Ela representa a proibição de uso de alvejante, também conhecido como água sanitária.

Atualmente, muitas máquinas de lavar oferecem a opção de secagem. Verifique as peças de roupa que constam a imagem ao lado, pois ela indica que não é permitido a secagem de roupas em tambor rotativo.

As roupas também precisam de atenção ao serem passadas. Etiquetas que contam com um desenho de ferro com pontos indicam as temperaturas máximas que a peça suporta. Ferro com um ponto permite calor de até 110ºC; dois pontos até 150º C; e três pontos para temperatura máxima de 200ºC.

Símbolos com X sempre representam a proibição de algum tipo de produto ou procedimento. Neste caso, a imagem indica que a peça não pode ser limpa a seco e que o uso de solvente para remover mancha não é permitido.

 

A figura recomenda a secagem da roupa em varal. No Brasil, é muito comum secar as roupas ao ar livre, porém é importante se atentar as etiquetas. Existem peças que são mais delicadas e pedem um tipo de secagem diferente, como à sombra, não secar, secar na horizontal sem torcer e até mesmo a temperatura correta que deve ser utilizada em secadoras, para que as peças não encolham ou tenham as fibras danificadas.

Marinês relata que há mais de 40 símbolos destinados aos cuidados da roupa no processo de lavagem e passadoria. Caso haja alguma dúvida de como lavar as peças, é recomendado levar a uma lavanderia profissional, como a 5àsec, que conta com 468 unidades abertas em diferentes estados brasileiros.